10/03/12

Seminário LGBT vai discutir “Infância e Sexualidade”




O tema do 9º Seminário LGBT no Congresso Nacional, que ocorre nos dias 15 e 16 de maio, será “Infância e Sexualidade”.

Segundo o coordenador da Frente Parlamentar Mista pela Cidadania LGBT, deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ), o objetivo é proteger a infância e reconhecer a diversidade sexual. Serão convidados especialistas em Direito, Educação, Sexualidade, Psicologia e Cultura. O deputado Jean Wyllys explica que também será adotado um lema para o seminário.

“Tem o tema e o lema. O lema vai ser “Todas as Infâncias são Esperança”. Em torno desse tema a gente quer discutir o próprio reconhecimento de uma sexualidade infantil, proteger as crianças que escapam dos papéis de gênero definidos pela sociedade da violência. A gente sabe que tem muita criança que sofre violência doméstica terrível, são queimadas, são espancadas porque não se enquadram em papéis de gênero. Ou seja, aquele garoto que, com 6, 7 anos de idade, quer brincar de boneca e os pais batem”.

A Frente Parlamentar pela Cidadania LGBT também vai participar das discussões sobre a Rio +20, a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, com realização confirmada para 13 a 22 de junho, no Rio de Janeiro.

De acordo com o deputado Jean Wyllys, a Frente vai agendar reunião com o presidente da Câmara, Marco Maia, para pleitear um grupo de trabalho mais amplo que trate da sustentabilidade não só na perspectiva do “verde”, mas também sob o aspecto do desenvolvimento humano e cultural, o que significaria proteger os direitos de minorias, incluindo aí a comunidade LGBT.

O deputado Jean Wyllys também disse que está recolhendo assinaturas para a PEC do casamento civil de pessoas do mesmo sexo. São necessárias 171 assinaturas para protocolar a proposta. O deputado diz já ter recolhido mais de 100. Ele também disse que em breve será lançada a campanha pelo casamento igualitário.

“Que é estender ao casamento civil aos homossexuais. Tem uma campanha aí na sociedade civil que vai ser lançada no dia 26 de março, no Rio de Janeiro, com o envolvimento de artistas. Ela tem o objetivo de apoiar essa PEC e pautar de uma maneira correta a sociedade, para que a sociedade civil entenda que o interesse não é por casar em igrejas, não é pelo sacramento do casamento, mas pelo direito ao casamento civil”.

Jean Wyllys disse ainda que a Frente Parlamentar já se posicionou totalmente contrária ao projeto do deputado João Campos (PSDB-GO), que legaliza terapias de cura da homossexualidade. Jean Wyllys afirma que a proposta é absurda porque trata a homossexualidade como uma doença, tese não reconhecida pela comunidade científica mundial, segundo a qual não existe identidade sexual mais ou menos saudável que outra.

Fonte: Agência Câmara (De Brasília, Idhelene Macedo)

Compartilhe:
Share on Google+



Deixe seu recado em nosso mural!

 caracteres disponíveis