14/12/16

Jean Wyllys responde às mentiras do deputado Ricardo Izar




Durante a sessão plenária esta tarde, o deputado Ricardo Izar, relator do pedido de suspensão do meu mandato por inéditos 120 dias, mentiu de novo sobre a publicação que fiz aqui nas redes sociais. Ele repetiu a mesma mentira que tinha falado no Conselho mais cedo, mesmo depois da explicação da minha advogada. Não sei se por má fé, por problemas cognitivos ou por estar mal assessorado. Respondi no plenário, assistam ao vídeo. E, para quem não tiver visto a fala dele, segue um resumo da polêmica.

A minha publicação original no Facebook dizia exatamente o seguinte:

“Hoje, durante a sessão do Conselho de Ética, o deputado Ricardo Izar, do Partido Progressista (o campeão até agora de denunciados na Lava-Jato), apresentou relatório em que pede a suspensão do meu mandato por 120 dias, devido à suposta quebra do decoro parlamentar. O parecer, no entanto, demonstra que o que ele menos entende é de decoro e de ética.”

Izar disse hoje que eu falei que ELE era campeão de denúncias na Lava-Jato. Ou seja, ele também não entende nada de gramática! Vamos analisar?

[Ricardo Izar, [do Partido Progressista [(o campeão até agora de denunciados na Lava-Jato)]], apresentou…]

A frase entre parênteses (“o campeão até agora de denunciados na Lava-Jato”), um aposto explicativo, faz parte do sintagma preposicional “do Partido Progresista”, delimitado por duas vírgulas, uma no início e outra no fim. Ou seja, o campeão de denunciados na Lava-Jato é o Partido Progessista, e não Ricardo Izar. Ele é filiado a esse partido, fazer o quê. Aliás, como uma pessoa poderia ser “campeão de denunciados”? Se fosse uma pessoa, seria “campeão de denúncias”.

Izar, eu não tenho a culpa por você ser filiado ao partido que é campeão de denunciados na Lava-Jato! Mas, como você tem problemas de compreensão de textos, eu editei para deixar mais claro ainda. Não porque fosse necessário, mas para te ajudar a ler.

Compartilhe:
Share on Google+