18/01/12

Jean Wyllys explica: o discurso do papa




JEAN WYLLYS EXPLICA: O DISCURSO DO PAPA

 

1) O QUE O PAPA DISSE:

No dia 09/01/2011, o papa Bento XVI declarou em discurso a seu corpo diplomático (grifos nossos):

“Para além de um objectivo claro, como é o de levar os jovens a um pleno conhecimento da realidade e, consequentemente, da verdade, a educação tem necessidade de lugares. Dentre estes, conta-se em primeiro lugar a família, fundada sobre o matrimônio entre um homem e uma mulher; não se trata duma simples convenção social, mas antes da célula fundamental de toda a sociedade. Por conseguinte, as políticas que atentam contra a família ameaçam a dignidade humana e o próprio futuro da humanidade.”

(extraído do site do Vaticano em http://www.vatican.va/holy_father/benedict_xvi/speeches/2012/january/documents/hf_ben-xvi_spe_20120109_diplomatic-corps_po.html)

 

 

2) O QUE ISSO QUER DIZER:

A hierarquia da Igreja católica tem uma linguagem metafórica própria, como qualquer outro grupo social. Quando eles falam em “defesa da vida”, estão, em realidade, se referindo ao aborto; quando falam em “defesa da família”, estão se referindo ao casamento homossexual (algumas décadas atrás, estavam se referindo ao divórcio). Se o papa fala de “família fundada sobre o matrimônio entre um homem e uma mulher” e, logo depois, na mesma frase, ele fala em “políticas que atentam contra a família”, todo o mundo sabe que ele estava se referindo ao casamento entre homossexuais.

O discurso do dia 09 é totalmente contextualizado. Em outras ocasiões, o papa já falou claramente a mesma coisa e com palavras mais diretas quando assinou documentos do Vaticano contra o casamento civil entre pessoas do mesmo sexo e em outras declarações mais recentes. Além disso, O papa não estava falando só para os católicos, mas também para as manchetes dos jornais do dia seguinte e, através delas, para os governos de todos os países do mundo onde o casamento civil entre pessoas do mesmo sexo é legal ou está sendo debatida sua legalização, em mais uma tentativa de a Igreja exercer pressão sobre governos, deputados, senadores, e a mídia em geral. Bento XVI é o principal ideólogo da Igreja contra o casamento gay.

 

 

3) A POSIÇÃO DE JEAN WYLLYS:

Jean Wyllys insurgiu-se contra as declarações homofóbicas do papa. Quando o papa disse publicamente que o casamento homossexual “ameaça o próprio futuro da humanidade”, ofendeu e desrespeitou, na sua dignidade humana, milhões de pessoas homossexuais no mundo inteiro.

Jean Wyllys respondeu a isso e ratifica cada uma de suas palavras. Mas Jean nada disse contra os católicos nem contra os fiéis de qualquer outra religião. Jean Wyllys sempre defendeu a liberdade religiosa e sempre respeitou todas as crenças.

Talvez para entender melhor, façamos o seguinte exercício: imaginem se uma pessoa tivesse dito que “os brasileiros são uma ameaça contra a humanidade”… qualquer um de nós se sentiria insultado, ofendido, magoado, não é? Bom, foi algo semelhante que o papa Bento XVI fez, porém em relação aos homossexuais. A reação de Jean Wyllys foi em defesa da dignidade das pessoas com orientação sexual diferente da “norma”, porque, mesmo diferentes, essas pessoas também são seres humanos.

Ao longo da história da humanidade, em todas as épocas, em todos os continentes e em todas as culturas, sempre houve homossexuais e heterossexuais. E isso não vai mudar. O que deve mudar, sim, é que uns e outros tenham os mesmos direitos civis. A proposta do casamento civil igualitário só faz isso: iguais direitos civis para todos os casais, sejam do mesmo ou de diferente sexo.

 

 

Saiba mais:

Site pelo casamento civil igualitário – www.casamentociviligualitario.com.br
Facebook em apoio ao casamento civil igualitário – www.facebook.com/casamentoigualitario

Facebook de Jean Wyllys: www.facebook.com/jean.wyllys

Coluna de Jean Wyllys na Carta Capital: http://jeanwyllys.com.br/wp/bento-xvi-e-as-ameacas-contra-a-humanidade-coluna-de-jean-wyllys-na-carta-capital-12-01-2012

Compartilhe:
Share on Google+



9 recados no nosso Jean Wyllys explica: o discurso do papa

  1. Juliane|

    Jean é um dos pensadores brasileiros da atualidade que nos dão orgulho! Fico feliz e entusiasmada cada vez que leio cada artigo que ele escreve…

  2. Karina|

    Parabéns ao deputado Jean Wyllys. Sempre coerente e preciso, bastava que mais alguns de seus pares, nobres deputados, fossem como vc e o nosso congresso conseguiria avançar 100 anos nesta atual legislatura!!

  3. André|

    Jean está nos representando, e o que falta é um maior apoio, e mais pessoas na mesma posição e entrando de cabeça a favor no “social”. Uma pena que eu não posso ajudar com o meu voto ainda, por questões de fronteira. Mas o meu apoio sempre terá se continuar nesta luta e com este caráter! Parabéns! E obrigado por nos representar tão bem!

  4. Pedro|

    Parabéns Jean, obrigado por nos defender com tanta dignidade!

  5. Joy|

    Jean, a sua luta pelos direitos civis a pagadores de impostos de um Estado Laico é a voz de milhões de pessoas cansadas desse tratamento discriminatório.

  6. Saulo|

    A lucidez,, inteligência, discernimento e cultura são riquezas. A generosidade com que o deputado Jean wyllys dividi seu tesouro é emocionante.

  7. Gabriela|

    Meu querido Jean, quando eu crescer quero ser igual a você. É uma pena que tenhamos que lutar por algo tão natural. Sabe, querido, assassinaram meu irmão – o jornalista , escritor e professor de Universidade, André Florêncio – justamente por ser gay. O enforcaram. Em decorrência disso, minha mãe se desequilibra completamente e morre também. O que sobrou da família morre a cada dia mesmo tentando sobreviver. Gosto muito de você. Admiro seu trabalho. Um abração!!!

  8. Montesquieu|

    Bento XVI segue o legado do papa Pio XII, que flertou com o nazi-fascismo. Será que a Igreja não aprendeu com seus erros do passado? Com todas as mulheres que queimou? Com os árabes que perseguiu? Por ter calado diante da escravidão? Por ter matado e perseguido judeus durante praticamente toda a Idade Média? Essa Igreja não detém o patrimônio da fé e do ideário cristão, ela defende apenas o seu próprio patrimônio institucional. O vaticano é o território com mais riqueza por metro quadrado no mundo, isso é partilhar o pão? Parabéns, Jean Wyllys, se não tomarmos cuidado, a Igreja voltará com suas fogueiras purificadoras. Essa instituição simplesmente não tem moral para julgar os hábitos de ninguém, se esse “Papa” tivesse o mínimo de espírito cristão, deveria pedir perdão aos negros, aos judeus, às mulheres, aos índios, a todos os que sua instituição assassinou impunemente. Isso para não falar da pedofilia e de outros problemas internos à Igreja Católica Romana. Não consta que Jesus acumulasse riquezas, não consta que tenha queimado ninguém, sua mensagem foi sempre a do amor universal, nunca a do preconceito e da segregação. Cala a boca, Bento!

  9. flávia|

    Concordo com todo o discurso do deputado. O povo é muito “cabeça fechada” para entende – lo. Discutir com religiosos é uma briga feia e, o deputado está sabendo conduzir isso.

Deixe seu recado em nosso mural!

 caracteres disponíveis