30/11/16

Jean Wyllys é reeleito uma das 50 personalidades da diversidade em todo o mundo




UM RECONHECIMENTO QUE ME ENCHE DE ORGULHO!

Deixem-me expressar o orgulho que sinto nesse momento! Recebi a notícia de que, outra vez, meu nome foi selecionado para a Global Diversity List, uma prestigiada seleção de personalidades que se destacaram no mundo pela defesa dos direitos humanos e da diversidade. É a mesma que já havia reconhecido meu trabalho no ano passado, quando foi divulgada pela revista The Economist. Neste ano, a lista foi patrocinada por outro prestigioso veículo de comunicação britânico, o The Daily Telegraph, e foi publicada nas últimas horas, em inglês. Para mim, trata-se de uma grande honra, e ainda, de uma responsabilidade. Depois de receber três vezes o prêmio Congresso em Foco como melhor deputado do país, receber mais um reconhecimento como este no exterior só me dá mais motivos para seguir com determinação.

A Global Diversity List reconhece o trabalho de 50 pessoas do mundo inteiro, cuja atuação é destacada na defesa da diversidade e dos direitos humanos. Na lista deste ano, meu nome aparece junto aos do presidente americano Barack Obama, o líder democrata Bernie Sanders, o dalai-lama Tenzin Gyatso, a apresentadora de TV e ativista LGBT Ellen DeGeneres, as atrizes Angelina Jolie e Emma Watson, a prêmio Nobel da Paz paquistanesa Malala Yousafzai, o pastor e ativista do movimento negro Jesse Jackson e outras importantes lideranças internacionais.

O reconhecimento chega num momento muito especial, ao mesmo tempo que setores autoritários e homofóbicos do parlamento fazem de tudo para me prejudicar e difamar, porque não aceitam a presença no Poder Legislativo de um gay assumido e com orgulho, que defende os direitos humanos e trabalha para dar voz no Congresso a setores oprimidos da sociedade, os que sempre foram calados e perseguidos. Eles – os citados na Lava Jato, os aliados do presidiário Eduardo Cunha, os que sempre defendem a retirada de direitos, os que deram um golpe contra a nossa democracia – decidiram há tempos me escolher como alvo de seus ataques, enquanto novos reconhecimentos como este me dão mais força para não desistir das minhas responsabilidades, mesmo no clima de adversidade que enfrento aqui em Brasília.

Compartilhe:
Share on Google+